Novidades da Versão 7.9.0

Ju kozima/ junho 17, 2016/ Novidades ERPFlex

Gestão Fiscal

NFS-e São Paulo em TXT – Valor aproximado dos tributos e retenções

O ERPFlex passa a gravar o valor aproximado dos tributos municipais, estaduais e federais, além das retenções de IRRF, INSS, CSLL, PIS e COFINS nas notas fiscais de serviços de São Paulo, geradas em arquivo TXT.

Essa informação estava disponível apenas para transmissão via webservice.

Modelo de txt com retenções e valores aproximados de tributos

Parâmetro para habilitar a exibição dos valores aproximados dos tributos no Danfe

Criado o parâmetro Destacar valor aprox. de trib. somente para cliente consumidor final  (Parâmetros > Faturamento > NF Eletrônica) para definir se essa informação será impressa apenas nas notas de consumidores finais ou em todas as notas (Danfe).

Observação: Para aplicar esse tratamento, o ERPFlex irá também avaliar o preenchimento do campo Consumidor Final exibido no cabeçalho da tela de Faturamento.

» Para configurar o parâmetro:

  1. Acesse o menu Cadastros > Ferramentas Sistemas > Parâmetros;
  2. Clique em Faturamento > NF Eletrônica, e no parâmetro Destacar valor aprox. de trib. somente para cliente consumidor final, escolha:

Sim: será apresentado o valor aproximado dos tributos somente se o Danfe for para consumidor final. Caso contrário, os valores não serão apresentados.

Não: o valor aproximado dos tributos sempre serão apresentados no Danfe.

destaca valor trib

Parâmetro destaca valor de tributo


Escolha do Tipo de Consumidor Final no Cabeçalho

Escolha do Tipo de Consumidor Final no Cabeçalho


dados adicionais

Valor aproximado dos tributos destacado em dados adicionais da danfe

Novo campo % de redução da base do cálculo do ISS

Criado o campo % Red Base Cálc. ISSQN no cadastro de Tributação de Serviços. Esse recurso atende às empresas que possuem benefício fiscal para o cálculo do ISSQN aplicado sobre uma base de menor valor.

» Para configuração:

  1. Acesse Cadastros > Configurações Fiscais > Tributação de Serviços;
  2. Clique em alterar o serviço e depois na aba Tributação;;
  3. Informe o percentual da redução da base de cálculo do ISSQN no campo respectivo, conforme indicado na imagem abaixo e, em seguida, clique em Gravar;
Noco Campo redução do ISS

Novo Campo redução do ISS

Na tela de Faturamento, aba Totais de Serviços, o percentual de redução será aplicado após a seleção do código de tributação do serviço.

Campo % Redução ISSQN- Tela Faturamento

Campo % Redução ISSQN- Tela Faturamento

Personalização da Discriminação dos Serviços na NFS-e

A discriminação dos serviços na NFS-e agora pode ser previamente parametrizada no cadastro de Tributação de Serviços.

Importante: Vale observar que ao personalizar a discriminação dos serviços, essa irá substituir as informações padrões apresentadas pelo ERPFlex, como valores e totais da nota. Portanto, é necessário compor esses dados na própria mensagem personalizada, utilizando-se das variáveis (tags) disponibilizadas, conforme lista a seguir.

» Para personalizar a discriminação dos serviços na NFS-e:

  1. Acesse Cadastros  > Configurações Fiscais > Tributação de Serviços;
  2. Clique em alterar serviços e depois na aba Discriminação dos Serviços;
  3. Selecione a opção Substituir o Texto Padrão do sistema pelo Texto Personalizado;
  4. Preencha o campo Texto Personalizado com a mensagem própria da empresa;
Inserindo Discriminação do Serviços Personalizada

Inserindo Discriminação do Serviços Personalizada

Variáveis disponíveis

Para compor o texto personalizado, estão disponíveis as seguintes variáveis:

<TotalNota>
<ValorLiquido>
<PercAproxTribFed>
<PercAproxTribEst>
<PercAproxTribMun>
<ValAproxTribFed>
<ValAproxTribEst>
<ValAproxTribMun>
<PercRedBaseISS>
<DescricaoISS>
<PercISS>
<ValISS>
<ISSRetido>
<DescricaoPIS>
<PercPIS>
<ValPIS>
<DescricaoCOFINS>
<PercCOFINS>
<ValCOFINS>
<DescricaoIRRF>
<PercIRRF>
<ValIRRF>
<DescricaoCSLL>
<PercCSLL>
<ValCSLL>
<DescricaoINSS>
<ValINSS>

 

Exemplo:

exemplo tags3

Na tela de faturamento, aba Totais de Serviços, a mensagem personalizada será exibida ao invés do texto padrão do ERPFlex.

Discriminação do Serviços Personalizada

Discriminação do Serviços Personalizada

Futuras Implementações do NCM – campo % MVA Red. Simples Nacional

No cadastro de NCM, aba MVA por Estado, foi disponibilizado o campo % MVA Red. Simples Nacional.

O tratamento no faturamento dessa redução está em desenvolvimento e estará disponível na próxima versão.

MVA simples nacional

Gestão de Vendas

Adequação no cálculo do preço unitário quando utilizado fator de conversão

Ajustado o tratamento nas telas de Faturamento e Orçamento referente ao cálculo do preço unitário para produtos que usam fator de conversão e cujos preços são definidos por margem de lucro ou markup. Nesse caso, o ERPFlex passa a considerar que o preço definido é sobre a unidade de medida do estoque.

Exemplo: o produto pedra foi cadastrado com a unidade de medida de estoque em KG (quilo) e o valor do Kg (quilo) é R$ 15,00 (calculado por margem de lucro). O fator de conversão aplicado indica que 1 unidade possui 10 quilos, sendo assim, consideramos que:

  • 1 quilo de pedra é R$ 15,00;
  • 1 unidade será R$ 150,00 (1 unidade equivale a 10 quilos)
um estoque

Cadastro do produto com unidade de medida em quilo


um comercial

Fator de conversão unidade comercial do produto pedra

No parâmetro Cadastros > Ferramentas Sistema > Parâmetros > Faturamento > Faturamento-Padrões > Qtde. Digitada, foi definido que a quantidade será digitada na unidade de medida comercial.

Parâmetro que define a unidade de medida a ser utilizada no faturamento

Parâmetro que define a unidade de medida a ser utilizada no faturamento

 

  • Venda em unidade comercial – note que os valores unitários apresentados correspondem cada um a sua unidade de medida (o que antes não ocorria).
Inclusão item no faturamento

Inclusão item no faturamento

Destaque do cupom fiscal vinculado à NFe (Danfe)

Na tela de Faturamento, aba de Totais de Produtos e Serviços, foram criados novos campos para informar dados relacionados ao cupom fiscal de origem da nota. Para alguns estados esses campos são de preenchimento obrigatório, quando utilizado o CFOP 5929 (Lançamento efetuado em decorrência de emissão de documento fiscal relativo à operação ou prestação também registrada em equipamento Emissor de Cupom Fiscal – ECF).

  • Modelo do Documento Fiscal:
    2B – Cupom fiscal gerado por máquina registradora;
    2C – Cupom Fiscal PDV;
    2D – Cupom Fiscal emitido por ECF v. 2..
  • Número do ECF: Emissor de Cupom Fiscal, número do equipamento (constituído por 3 números – verificar no cupom fiscal);
  • Número do COO: Contador de Ordem de Operação (constituído por 6 números – verificar no cupom fiscal);

Esse tratamento está disponível para a transmissão da nota via webservice. Nas próximas versões, será disponibilizado no formato TXT.

Cupom Vinculado a NFe

Campos do Cupom Vinculado a NFe


Informações de COO e ECF no cupom fiscal

Informações de COO e ECF no cupom fiscal

As informações passam a constar no xml da nota.

Campos COO e ECF no Cupom Fiscal

Campos COO e ECF no Cupom Fiscal

Observação:

Para que esses dados sejam apresentados nos Dados Adicionais do Danfe, é necessário informá-los manualmente na aba Informações Complementares.

Integração NeoGrid

O ERPFlex passa a realizar integração de documentos de pedidos de venda com a NeoGrid, essa prática é conhecida como EDI (Eletronic Data Interchange), que permite a troca eletrônica de documentos padronizados entre sistemas de gestão das empresas. A EDI ocorre geralmente entre duas empresas diferentes que tenha uma relação comercial (cliente – fornecedor).

Exemplo: O Cliente A, gera o pedido de compra no sistema Neogrid para o fornecedor B; o fornecedor B (empresa que usa o ERPFlex) coleta o pedido de compra no sistema NeoGrid (através de um acesso que foi fornecido pelo cliente) em formato txt, Após isso, importa o arquivo txt como orçamento no ERPFlex e, em seguida, realiza o seu faturamento.

Fluxograma Neogrid

Para obter o documento sobre layout padrão Neogrid para importação, clique no link: Manual Layout Integração Neogrid

Para importação do arquivo coletado da NeoGrid, siga as orientações abaixo:

  • Antes de começar é necessário verificar se os clientes que constam no arquivo txt estão devidamente cadastrados no ERPFlex, caso não estejam, faça o devido cadastro ou importe via planilha;
  • No ERPFlex, acesse: Lançamentos > Vendas > Orçamentos/Pedidos;
  • Clique em + Importar Orçamento;
Importar orc

Tela para Importar Orçamento

  • Aparecerá uma tela de atenção, para selecionar o layout que será importado. Escolha a opção NeoGrid;
Atenção

Escolha do Layout a ser Importado

  • Será aberta uma janela para selecionar o arquivo em formato txt;
Modelo neog

Modelo de arquivo txt NeoGrid


upload

Selecionando o arquivo para upload

  • Confirme a importação do arquivo;
confirma importação

Confirmando a Importação

  • Caso o arquivo importado já tenha sido gravado no sistema, ocorrerá uma validação de duplicidade e será necessário confirmar se deseja prosseguir com a inclusão;
Validação de duplicidade

Informando que o arquivo já foi importado

  • Na tela de orçamento, serão preenchidos os campos conforme consta no txt:
    • Docto;
    • Cliente (caso o cliente não esteja cadastrado no sistema, esse campo virá em branco);
    • Emissão;
    • Itens (caso a descrição do produto e código venham em branco, será necessário realizar, na própria tela, a associação De-Para entre os itens do arquivo e os produtos cadastrados no sistema. Observe a seguir);
    • Forma de Pagamento;
orc import

Cabeçalho do orçamento após a importação


De para

Realizando a associação dos produtos De-Para

  • Na tela de Dados do Item do orçamento, foram criados dois novos campos: Pedido de Compra e Item, os mesmos são de uso do layout da NeoGrid, o conteúdo desses campos serão alimentados com a informação que consta no arquivo txt que foi importado;
pedido e item

Campos: Pedido de Compra e Item somente para layout NeoGrid

  • Ao finalizar, clique em Gravar e depois realize o faturamento normalmente.

Observação: Esse processo de integração EDI, foi desenvolvido conforme layout da NeoGrid versão 3.2, caso o arquivo seja coletado de um layout diferente, a importação pode não ocorrer.

Integração Pharma Link

A Pharma Link é um marketplace (ambiente de varejo online para lojistas que ofertam seus produtos em um único local) voltado para farmácias e drogarias. A integração com o ERPFlex segue o mesmo conceito de EDI explicado na Integração Neogrid, em que o cliente gera o pedido de compra no sistema da Pharma Link e disponibiliza um ambiente para o fornecedor baixá-lo. Esse pedido poderá ser importado no ERPFlex, como um orçamento, e depois faturado.

Fluxo pharma link

Para obter o documento do layout padrão Pharma Link para importação, clique no link: Manual Layout Integração Pharma Link

Para realizar a importação de um arquivo coletado da Pharma Link, siga as orientações abaixo:

  • Antes de começar é necessário verificar se os clientes que constam no arquivo txt estão devidamente cadastrados no ERPFlex, caso não estejam, faça o devido cadastro ou importe via planilha;
  • No ERPFlex, acesse: Lançamentos > Vendas > Orçamentos/Pedidos;
  • Clique em + Importar Orçamento;
Importar orc

Tela de Importação de Orçamento

  • Aparecerá uma tela de atenção para selecionar o layout que será importado. Escolha a opção Pharma Link;
Atenção

Escolha do Layout a ser Importado

  • Será aberta uma janela para selecionar o arquivo (formato txt) para upload;
modelo pharmal

Modelo de txt Pharma Link


upload pharma

Fazendo o upload do arquivo

  • Confirme a importação do arquivo;
confirma importação

Confirmando a Importação

  • Caso o arquivo importado já tenha sido gravado no sistema, ocorrerá uma validação de duplicidade e será necessário confirmar se deseja prosseguir com a inclusão;
duplicidade pharma link

Informando que houve duplicidade do arquivo importado

  • Na tela de orçamento, serão preenchidos os campos conforme consta no txt:
    • Docto;
    • Cliente (caso o cliente não esteja cadastrado no sistema, esse campo virá em branco);
    • Emissão;
    • Itens (caso a descrição do produto e código venha em branco, será necessário realizar uma associação De-Para entre os itens do arquivo com os itens que estão cadastrados no sistema. Observe a seguir);
    • Forma de Pagamento;
Importação pharmalink

Cabeçalho do orçamento após a importação


de para pharma

Realizando a associação dos produtos De-Para

  • Ao finalizar, clique em Gravar e depois fature o orçamento normalmente;

Reajuste da Tabela de Preço com Percentual (%) Negativo

O ERPFlex passa a permitir reajuste da tabela de preço com valor de percentual negativo, atendedo aos casos de redução de preços.

Para realizar o processo de reajuste com valor negativo, siga as orientações abaixo:

  • Acesse Cadastros > Produtos e Serviços > Reajuste Tabelas Preços/Custo Stand.;
  • Na tela de reajuste, filtre os produtos que sofrerão alterações na tabela e/ou custo std, selecione as tabelas de preços e marque os itens;
selecione as tabelas

Selecionando as tabelas de preço que sofreram reajuste


tela de reajuste

Selecionando os produtos que sofreram reajuste no preço e/ou custo std.

  • Informe no campo % de reajuste com o percentual negativo, por exemplo: -10,00 %.
    Caso queira aplicar o reajuste sobre o custo standard, marque o box correspondente e, em seguida, clique em Reajustar.  Prossiga a operação, clicando no botão Gravar;

% negativa

  • Para finalizar, confirme o reajuste;
Confirme reajuste

Confirmando o Reajuste


valor reajustado

Tela de reajuste com preços já ajustados

Gestão Financeira

Linhas de Instruções na Remessa para o Banco Santander

Implementado tratamento no CNAB do banco Santander, para que as linhas de instruções sejam gravadas no arquivo remessa, Esse recurso é útil para os casos em que o banco é responsável pela impressão dos boletos.

» Para configuração:

  • Cadastre as linhas de instruções do Boleto. Confira no final da pagina, a lista das variáveis disponíveis para impressão nas linhas de instruções;
  • Na configuração da carteira, selecione que o banco enviará os boletos. Caso informe a empresa fará o envio, as linhas de instruções não serão gravadas no arquivo remessa.

Observação: caso queira usar caracteres especiais na linha de instruções (como $/%, entre outros), verifique com o suporte do banco se é permitido;

Cadastrando as linhas de instruções

Cadastrando as linhas de instruções


Informando na carteira que o banco enviará as boletos

Informando na carteira que o banco enviará as boletos


Boleto com Linhas de Intruções

Boleto com Linhas de Intsruções


Remessa contendo as linhas de instruções

Remessa contendo as linhas de instruções

Variáveis disponíveis nas linhas de instruções do arquivo CNAB:

  • <NUMERO_NFE> – será substituída pelo número do documento/NFE
  • <VALOR_MULTA> – será substituída pelo valor da multa a ser pago. O cálculo realizado pelo sistema é: Valor do título * Percentual registrado no campo Multa do cadastro de carteira;
  • <VALOR_JUROS_MES> – será substituída pelo percentual registrado no campo Juros do cadastro de carteira multiplicado por 30 (dias);
  • <NUMERO_DOCUMENTO> – apresenta o número do documento da receita/faturamento
  • <NUMERO_PARCELA> até <ULTIMA_PARCELA> – Informa o número da parcela atual e a última parcela;
  • <JUROS_MES_CALCULADO> – apresenta o valor dos juros quando calculado direto pelo faturamento (juros aplicado sobre as parcelas).

Extrato Bancário Detalhado

Essa melhoria permite que os títulos que compõe uma fatura sejam listados um a um no extrato bancário, ao invés de sair a soma de todos os títulos em um único total.

Para isso, antes de gerar o extrato bancário, marque o checkbox Detalhar Relatório.

Detalhar Relatório

Detalhar Relatório

Abaixo é apresentado um exemplo de extrato bancário detalhado. Note que a coluna Histórico é referente a fatura com os títulos que a compõe e, na coluna Documento, consta apenas um número por linha.

No caso deste exemplo, os documentos 208 e 209 corresponde a uma fatura e os documentos 210 e 211 corresponde a uma outra fatura diferente. Os valores correspondem ao titulo, e não à fatura.

Extrato Detalhado

Extrato Detalhado

No extrato padrão, as faturas são tratadas como um único lançamento, os números dos documentos ficam na mesma linha e os valores dos títulos são somados a um único lançamento.

No caso do exemplo abaixo, a soma dos títulos 208 e 209 corresponde ao total de R$ 82,00 e a somas dos títulos 210 e 211 corresponde ao total de R$ 113,65.

Extrato Simples

Extrato Simples

Gestão de Compras

Disponibilidade das tabelas Solicitação de Compras no gerador de relatórios

Nessa versão, foram disponibilizadas as tabelas SCD (Cabeçalho das Solicitações) e SCE (Itens das Solicitações),  possibilitando a criação de relatórios personalizados no Gerador de Relatórios.

tabelas de itens de solicitação

Tabela de Itens da Solicitação


Relatório de Solicitação de Compras

Relatório de Solicitação de Compras

Gestão Contábil

Possibilidade da geração do Sped Contábil no layout 4.00

Nos parâmetros da geração do Sped Contábil, é possível trabalhar com versões de dois layouts de  arquivos:

  • 3.00 – para lançamentos referente ao ano-calendário 2014; ou
  • 4.00 – para lançamentos referente ao ano-calendário 2015, com a inclusão dos campos:
    Bloco 0000 :
    IDENT_MF – Identificação da moeda funcional: Indica que a escrituração abrange valores com base na moeda funcional (art. 156 da Instrução Normativa RFB no 1.515, de 24 de novembro de 2014).
    ERPFlex: este campo é gravado com “N”, uma vez que essa informação não é tratada pelo sistema.
  • Bloco J150:
    VL_CTA_ULT_DRE – Valor do saldo final antes do encerramento constante na Demonstração do Resultado do Exercício do último período informado.
    IND_VL_ULT_DRE – Indicador da situação do valor informado no campo anterior:
    D – Despesa ou valor que represente parcela redutora do lucro;
    R – Receita ou valor que represente incremento do lucro;
    P – Subtotal ou total positivo;
    N – Subtotal ou total negativo.
    ERPFlex: estes campo são gravados em branco, uma vez que essas informações não são tratadas pelo sistema.

A versão informada sairá no registro I010 do arquivo Sped Contábil.

Versão do Layout

Versão do Layout


Registro I010 no arquivo txt

Registro I010 no arquivo txt

Sped ECF – Escrituração Contábil Fiscal

Criada a tela De/Para Sped com Plano Referencial ECF (em Cadastros > Configurações Sped) para atender à geração do arquivo para o Sped ECF (Escrituração Contábil Fiscal).

As empresas que geram o Sped Contábil (ECD) podem optar por usar o plano contábil próprio ou o plano referencial. Já para o Sped Contábil (ECF), é obrigatório o uso do plano referencial.

Dessa forma, para facilitar o trabalho das empresas que já trabalham com o Sped Contábil (ECD) e que, portanto, possuem o De/Para com o ERPFlex estruturado, foi disponibilizada essa nova tela para amarração às novas contas do ECF.

Exemplo:

Plano Referencial ECD: Clientes – 1.01.05.02.00

Plano Referencial ECF: Duplicatas a Receber – Operações com Partes Não Relacionadas no País – 1.01.02.02.01

de_para_01

A rotina do Sped Contábil faz a geração do arquivo que atende tanto ao ECD como ao ECF.

Principais dúvidas e respostas

O que é a ECF?

A Escrituração Contábil Fiscal (ECF) é uma obrigação acessória imposta às pessoas jurídicas estabelecidas no Brasil, com vigência a partir de 2015. Nela devem constar todas as operações que influenciem a composição da base de cálculo e o valor devido do Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

A ECF foi implantada com o intuito de substituir a DIPJ (Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica), o Livro de Apuração do Lucro Real (Lalur) e o Livro Eletrônico de Apuração da Base de Cálculo da CSLL (Lacs), agilizando o processo de acesso do Fisco e tornando mais eficiente o processo de fiscalização através do cruzamento de dados digital.

Quem está obrigado a declarar a ECF?

As pessoas jurídicas optantes do Lucro Real, do Lucro Presumido, do Lucro Arbitrado e as empresas Imunes e Isentas estão obrigadas por lei a realizar a entrega dessa obrigação acessória.

No entanto, existem empresas que não estão obrigadas, como por exemplo:

  • Empresas optantes pelo Simples Nacional;
  • Autarquias, fundações e demais órgãos públicos;
  • Pessoas jurídicas que se encontram inativas;
  • Pessoas jurídicas imunes e isentas que não estejam obrigadas a entrega da EFD Contribuições ou SPED PIS-COFINS. No caso, são as pessoas jurídicas cuja soma da base de cálculo do PIS e da COFINS não ultrapassam R$ 10.000 mensais.

Recuperação de dados da ECD (Escrituração Contábil Digital)

Para as empresas obrigadas à geração do Sped Contábil – ECD, existe uma série de dados a serem informados na ECF que serão importados diretamente da ECD, no entanto, esses dados precisam estar validados e assinados. Por isso, é de grande importância que a ECD seja gerada de maneira correta, pois os dados serão utilizados em outra obrigação acessória (ECF).

Fonte: http://www.sitecontabil.com.br/noticias/artigo.php?id=694

Processo para geração do ECF no ERPFlex

  1. Ter preparado o De/Para Contas Sped com Contas ERPFlex (Cadastros > Configurações Sped);
  2. Se a empresa possuir obrigatoriedade na entrega do ECD, ter gerado e assinado o Sped Contábil – ECD;
  3. Realizar o De/Para Sped com Plano Referencial – ECF (Cadastros > Configurações Sped);
  4. Em Lançamentos > Sped > Gera Arquivo Sped > Contábil, execute a geração do arquivo do Sped e importe no PVA da ECF – Escrituração Contábil Fiscal.