Detalhes por Variantes

Parâmetros Envolvidos

Localização: (Produtos > Parâmetros Gerais) - esse parâmetro se aplica à clientes que possuam mais de uma empresa cadastradas no ERPFlex e que tenha compartilhamento entre elas. Ao deixar o parâmetro como Não, cada empresa irá definir o código do produto a ser utilizado na variante. Ao deixar o parâmetro como Sim, as empresas compartilhadas usaram os mesmos códigos dos produtos nas variantes.

Localização: (Produtos > Parâmetros Gerais) - ao deixar o parâmetro como Sim, não será permitido repetir o mesmo código e código EAN em produtos diferentes, será apresentando o alerta: "Este Código de Produto já existe!",  para permitir a repetição, deixe o parâmetro como Não.
Localização: (Legendas > Tabelas de Preço) - Crie aqui as tabelas de preços que serão apresentadas no cadastro de produtos. A Tabela Padrão é a principal, partindo da Tabela 1, defina o nome para as novas tabelas que serão apresentadas no cadastro do produto. Exemplo: Tabela 1: Atacado, Tabela 2: Varejo, Tabela 3: Promoção

Tabelas Atualizadas

SB2 – Variantes

SB2_DESCITENSVAR – Descrição da Chave de Variantes

SB2_FCI – FCI

SB2_ITENSVAR – Itens da Variantes

 

 

Ao gravar a inclusão de um produto, você será direcionado à tela de Detalhes da Variante para complementar alguns dados, como dimensões, pesos, tabela de preços, saldo inicial do estoque.

Nessa tela, inicialmente será relacionada a variante Padrão. Saiba que o ERPFlex sempre cria uma variante genérica de nome Padrão para controlar o estoque dos produtos. Porém, se ao cadastrar o produto, você associou alguma variante, agora é necessário indicar em quais itens da variante o produto será comercializado.

camisetas_var

Exemplo do uso de variantes – Cores

Exemplo:

Variante: Cores

Itens do cadastro da variante Cores: Roxo, Rosa, Vermelho, Preto, Branco, Azul, Verde, Amarelo, Marrom e Cinza

Produtos:

  • Camiseta Polo – Variante Cores – Itens: Vermelho, Preto, Branco, Azul, Verde e Amarelo
  • Camiseta Gola V  – Variante Cores – Itens: Amarelo e Preto

Note que embora tenha sido vinculada a variante Cores nos produtos, para cada um foi possível escolher quais os itens de cores que serão comercializados. A vantagem é que nas telas de movimentações somente serão disponibilizadas os itens de cores adequados ao produto, evitando a seleção cores indisponíveis.

icone_dica

Importante:

Quando adicionados os itens de variantes ao produto, a variante Padrão deixa de ser exibida nas telas de movimentações.

Adicionando Itens da Variante icone roteiro

  1. Acesse Cadastros > Produtos e Serviços > Produtos.
  2. Clique no botão Detalhes da Variante.
  3. Em seguida, clique no botão +Variantes.
    Serão listados os itens da variante. Caso o produto use mais que uma variante (exemplo: cores e tamanhos), o ERPFlex lista as combinações possíveis.
  4. Marque os itens e clique em Gravar.

Editando Itens da Variante icone roteiro

  1. Acesse Cadastros > Produtos e Serviços > Produtos.
  2. Clique no botão Detalhes da Variante.
  3. Clique em Editar e preencha os campos conforme a seguir.

Ativo

Essa caixa possibilita habilitar ou desabilitar a variante para lançamentos.

Código EAN

Caso trabalhe com variantes, informe o código de barras com até 14 dígitos. Por default, se preenchido o código EAN este será gravado no XML e validado pela Sefaz no padrão GTIN (exceto se o parâmetro Incluir EAN no Danfe (Parâmetros > Faturamento-Compras > NF Eletrônica) estiver configurado com Não.

Se deixado em branco, o XML será gerado com a literal “SEM GTIN”, o que permite a validação da NFe.

Configuração do parâmetro Incluir o EAN na NFe:

  • Sim – se preenchido o código EAN no cadastro do produto este será enviado no XML junto com o EAN Tributável correspondente.Se algum produto estiver com o campo EAN vazio, será enviada a literal “SEM GTIN” no XML, tanto para o código EAN como o EAN Trib.
  • Não – mesmo que preenchido o código EAN no cadastro do produto, este não será enviado no XML, bem como o EAN Tributável. No XML, as tags serão gravadas com “SEM GTIN”.

O EAN é muito importante quando utilizado com PDV.  É possível utilizar um leitor de código de barras para selecionar um produto nas telas de lançamentos do ERPFlex.

icone_dicaImportante:

  • O ERPFlex não possui gerador de código de barras.

Código EAN Tributável

Informe o código GTIN da unidade tributável, que deve corresponder àquele da menor unidade comercializável.

Exemplo: o EAN corresponde ao código de barras do produto vendido em Caixa e o EAN Trib, à venda em Unidade.

Se informado o código EAN também deve ser preenchido o código EAN Trib, que  podem ser iguais ou diferentes. A Sefaz rejeitará a nota, caso seja preenchido o código EAN, mas não seja enviado o EAN Trib.

É possível configurar o parâmetro Repetir o EAN no campo EAN Tributável  (Parâmetros > Faturamento-Compras > NF Eletrônica):

  • Sim– Mesmo que deixado em branco o EAN tributável, este será gravado no XML com o mesmo código do EAN.
  • Não – o EAN tributável será gravado no XML como preenchido no cadastro da Variante.

Custo Unit. Std.

Informe o custo de aquisição ou produção da variante.

Último ajuste do custo

Campo atualizado automaticamente com a data da última atualização do custo.

Código da FCI

Preencha com o código FCI – Ficha de Coeficiente de Importação. Para empresas que produzem com componentes importados, esse código pode ser obtido do arquivo de retorno da FCI gerado pelo Fisco.

A FCI contém informações que permitem determinar a participação da parcela importada no total do bem ou mercadoria (Conteúdo de Importação), além de identificar o contribuinte e a mercadoria. Nas notas ficais, deverão ser informados o número de controle da FCI e o percentual do conteúdo de importação.

Data da Última FCI

Data de importação do arquivo de retorno FCI.

Coeficiente do Conteúdo Importado

É o percentual correspondente ao quociente entre o valor da parcela importada do exterior e o valor total da operação de saída interestadual da mercadoria ou bem submetido a processo de industrialização.

Exemplo:

Conteúdo de Importação – Valor total da saída interestadual: R$ 10.000,00 – Valor da parcela importada do exterior: R$ 5.000,00 (R$ 5.000,00 ÷ R$ 10.000,00) x 100 = 50% – Conteúdo de Importação: 50%

O Conteúdo de Importação deverá ser recalculado sempre que, após sua última aferição, a mercadoria ou o bem objeto de operação interestadual tenha sido submetido a novo processo de industrialização.

Comprimento / Altura / Largura

Informe as dimensões dessa variante em centímetros (cm).

Utilizado na integração com os Correios para cálculo do frete no e-Commerce Flex (com ou sem contrato) e no orçamento (sem contrato).

Peso Líquido / Peso Bruto

Informe o peso liquido e o bruto dessa variante em kg. Esses dados são considerados na nota fiscal, compondo o peso total.

Localização Física

Informe o endereço do estoque onde o produto fica armazenado. Esse dado é apenas informativo, mas fica disponível para impressão em formulários nas telas de compras, orçamentos e vendas para orientar a saída e o destino do produto.

Exemplo:

Corredor Azul, Prateleira A.

Data de Validade

Em desuso. Atualmente, utiliza-se a data de validade na entrada de um lote.

Dias para Cobrança

Utilizado no e-Commerce Flex.

Termo para Aceite

Utilizado para exibir alguma observação especial sobre o fornecimento do produto no e-Commerce Flex. O cliente deverá clicar no botão Aceitar para concluir a compra.

Calcula Ponto de Pedido

Selecione Sim para que o ponto de pedido seja calculado automaticamente pelo sistema; ou Não para informá-lo manualmente.

Para o cálculo automático, o ERPFlex considera:

  • Lead time da entrega: avalia o tempo decorrido em dias entre a data de emissão do Pedido de Compra e a data de emissão do recebimento da mercadoria pela tela de Compras;
  • Demanda: avalia o consumo do produto com base nos lançamentos de vendas e requisições.

Fórmula:

PP = CM X PE

De acordo com o grau de confiabilidade na entrega do fornecedor, pode ser adicionado um fator de segurança com variação de 0,00 até 1, sendo 1 considerado como 100%.

Dessa forma: 0,10 corresponde a 10%; 0,20 a 20%; 0,30 a 30%, e assim por diante.

Exemplo:

Suponha que o ponto de pedido calculado foi de 100 unidades.

  • Se o fator de segurança for 0, será sugerido exatamente a quantidade do ponto de pedido – 100.
  • Se o fator de segurança for 1, será sugerido exatamente a quantidade do ponto de pedido – 200.

O processo para cálculo do ponto de pedido funciona a partir da data de configuração e, obrigatoriamente, o usuário terá que fazer os pedidos de compra e convertê-los em compras; caso contrário, o sistema não consegue avaliar o tempo que o fornecedor demora a entregar a mercadoria.

Para realizar o cálculo do ponto de pedido, basta acessar a tela de Lançamentos > Compras > Cálculo de Ponto de Pedido e preencher a data de /até,  respeitando o período mínimo de cálculo de 60 dias.

Após processar o cálculo, efetue a consulta em Consultas e Relatórios > Estoque > Produtos em Ponto de Pedido para verificar as quantidades calculadas.

Último Cálculo

Esse campo é preenchido pelo sistema com a data do processamento do último cálculo do ponto de pedido.

Tempo de Reposição

Esse campo é preenchido pelo sistema com o tempo decorrido em dias entre a data do pedido de compra e a do lançamento da compra.

Consumo Médio

Esse campo é preenchido pelo sistema a partir da análise da quantidade retirada do estoque pelas telas de receitas/faturamento e requisições.

Ao rodar o cálculo do ponto de pedido, o sistema avalia o consumo ocorrido dentro período informado e divide pela quantidade de dias correspondente.

Fator de Segurança

Informe um valor de 0,00 a 1 para adicionar um fator de segurança à quantidade calculada do ponto de pedido.

Exemplo:

Para adicionar 25%, informe 0,25 no fator de segurança.

Ponto de Pedido

Exibe o valor do ponto de pedido para reposição do produto. Se o cálculo for automático, esse campo fica desabilitado para edição.

Quantidade Reservada

Se estiver ativo o parâmetro Trabalha com Reserva (Parâmetros > Produto > Estoque), esse campo passa a exibir a quantidade de produtos que estão reservados, aguardando o faturamento.

Valor Unitário de Pauta IPI, Pis e Cofins

Caso o produto possua a tributação do IPI, PIS e/ou Cofins por pauta, informe os valores nos respectivos campos.

Esse tipo de cálculo se aplica a empresas importadoras de bebidas optante pelo Refri (Regime Especial de Tributação das Bebidas Frias), instituído pelo artigo 58-J da Lei 10.833/2003, no qual os valores dos tributos são apurados em função do valor-base, que será expresso em Reais ou em Reais por litro, discriminado por tipo de produto e por marca comercial, e definido a partir do preço de referência.

No faturamento, o valor dos impostos será o valor de pauta multiplicado pela quantidade na unidade medida comercial.

Tabelas de Preço

Tabela 0…..99

Informe as variações de preços do produto.

O ERPFlex traz por padrão apenas com a tabela 0 habilitada, com o rótulo Tabela Padrão. Porém é possível criar até 99 tabelas de preços, para isso basta atribuir um rótulo a elas em Parâmetros > Legendas > Tabelas de Preços.

As tabelas de preços podem ser importados via planilha Excel. E em caso de atualização, está disponível a opção Reajuste Tabelas Preços/Custo Standard (Cadastros > Produtos e Serviços).

No cadastro de clientes, é possível vincular uma tabela de preços para que no momento da venda, seja sugerida a tabela adequada.

Para o e-Commerce Flex:

  • A tabela de preços a ser praticada é definida no Portal do Administrador.

Para o PDV Zanthus:

  • A tabela de preços integrada é a 0.
  • Há possibilidade de tratar tabelas diferentes quando vinculado a um cliente ou quando finalizado um orçamento.

Preço Mínimo

O preço mínimo determina o menor valor que o produto pode ser vendido. Para que essa restrição seja habilitada, configure também o perfil do usuário (Miscelânea > Autorização > Perfis) retirando o direito de Permitir preço menor que o mínimo nas telas de orçamentos e faturamento,

Variantes

Ao marcar a caixa correspondente, os dados de preço e preço mínimo são copiados para as demais variantes.

Excluir

Marque essa caixa para deletar o registro da tabela de preço e o preço mínimo dessa variante. Esse recurso pode ser útil em bases compartilhadas, quando a edição do preço deve ser realizada apenas matriz e, por engano, tenha sido efetuada em uma filial.

Essa aba é destinada à informação da posição do saldo em estoque na data da entrada do ERPFlex em produção.

Após essa etapa, é recomendável bloquear a edição desse campo pela configuração do parâmetro Indicador de Bloqueio de Saldos (Parâmetros > Config. Gerais).

Saldo Inicial: Qtde / Custo Unit. / Valor

Informe a quantidade em estoque desse produto na data da entrada em produção, bem como seu custo médio unitário. O valor total em estoque é calculado pelo sistema.

Para calcular o Saldo Atual, clique no segundo botão Ajustar, posicionado na linha do Saldo Atual.

Entradas

Essa quantidade é calculada conforme os lançamentos de entrada do produto. O custo será o médio.

Saídas

Essa quantidade é calculada conforme os lançamentos de sáida do produto. O custo será o médio.

Saldo Atual

Essa quantidade é calculada automaticamente pelo sistema, considerando: (Saldo Inicial + Entradas) – Saídas

O custo será o médio.

icone_dicaDica:

É possível modificar o saldo atual manualmente, porém será necessário recalcular o saldo inicial. Para isso, clique no primeiro botão Ajustar ao lado do Saldo Inicial.

Botões Ajustar

Os botões Ajustar devem ser usados sempre que houver alteração manual nos saldos inicial e atual, ou ainda alguma diferença.

Após o ajuste do saldo, é imprescindível executar o Recálculo do Custo Médio (Miscelânea > Reprocessamento).

Armazém

Nessa área, são relacionados o saldo inicial, a quantidade movimentada de entradas e saídas, e quantidade atual por lote e armazém,

A coluna Saldo Calculado destaca a quantidade correta que deveria estar no estoque atual. Caso as quantidades não sejam iguais, será exibido o valor na coluna Diferença.

Utilize o botão alterna_var – Recalcula para que o sistema procure ajustar a diferença.

Botão Mostrar as movimentações deste produto

Esse botão permite consultar todo o histórico de movimentações em estoque do produto.

Informe um período para filtro ou mantenha as datas em branco para trazer todos os registros.

Na tela de consulta, cada linha relaciona um lançamento com informações detalhadas sobre:

  • data da entrada ou saída
  • tipo de movimentação (entrada, saída, requisição, produção, devolução, transferência)
  • armazém
  • lote
  • natureza
  • cliente
  • histórico
  • quantidade
  • custo standard
  • custo unitário
  • custo médio

Na última coluna, é possível visualizar o documento de origem, clicando no ícone botao_origem.

Botão Gerar Ficha de Conteúdo de Importação (FCI)

Ao clicar em Gera Ficha de Conteúdo de Importação (FCI), será possível baixar o arquivo FCI  para que seja importado no fisco posteriormente.